Como uma menina

Como uma mulher se torna muito mais excitada, você deve sentir o ponto G inchar e se tornar mais pronunciado, este é um BOM sinal de que ela está pronta para ser penetrada. Mas queremos guardar isso para mais tarde, pois o objetivo aqui é fazer com que ela goze até esguichar. Como Fazer Uma Mulher Gozar E Esguichar Técnica Com 1 Dedo Como uma mulher que assistia à prova, já nos metros finais, e gritava para quem passava: 'Parabéns! Parabéns! O importante é participar!'. Na altura rimos bastante e cortámos a meta a rir às gargalhadas com esta frase. É, sem dúvida, verdade, e a senhora tinha a melhor das intenções, mas também sabemos que estamos muito em baixo na classificação quando à chegada nos brindam com ... Como a flertar com uma menina sobre o texto? Nem todos os homens são os mestres quando se trata de impressionar uma menina com as técnicas de paquera. Há um grande número de homens que são muito bons em impressionar uma menina, elogiando-os e usando técnicas flertando com facilidade. Como ... “Como conquista uma mulher” “Como encantar uma mina” Outra dica : Antes de começar a marcar encontros é muito importante que você saiba se vestir bem para passar uma primeira boa impressão, você pode conferir as dicas nesta página e ver um curso sobre moda masculina que fiz e indico nesta outra . Como obter uma menina para ser sua namorada? A boa notícia é que você descobriu uma garota que você realmente gosta e você quer que ela seja sua namorada. A terrível notícia é que, cada vez que você pensar em pedir a ela para torná-lo oficial, você começa a sentir-se ansioso ou desconfortável. Como Beijar uma Menina pela Primeira Vez . Um beijo pode ser um daqueles momentos românticos que você nunca vai esquecer. Mas se você é um garoto que nunca beijou uma garota antes, os momentos que antecedem o beijo podem ser bastante assustadores. Nesse artigo vamos te explicar como tirar a virgindade de uma mulher sem causar nenhum trauma para ela.. A expectativa sobre a primeira vez de uma mulher é bem diferente da do homem. Para os homens costuma gerar entusiasmo, já para muitas mulheres pode trazer um pouco de receio e medo. Escrever não é uma ação tão simples quanto parece, a criança tem que manipular um repertório de habilidades motoras finas e complexas, um processo que envolve muitas funções cerebrais, tais como atenção, memória, percepção (integração e interpretação de dados sensoriais), entre outras. Como Ser uma Mocinha de Verdade. Você gostaria de ser uma mocinha de respeito? Leia abaixo como ser uma em apenas alguns passos. Você poderá fazê-los não importa de onde venha ou que escola frequente. Cuide do que você tem. Não existe...

Não sei mais flertar!!!

2020.10.20 08:02 BlueElodin Não sei mais flertar!!!

Tenho 20 anos e cheguei num ponto onde não sei mais flertar ( ou talvez nunca soube).
Perdi BV aos 9 anos. Meu primeiro beijo de língua foi aos 13 (com minha primeira/única/ex namorada) e perdi minha virgindade aos 18.
Tipo, acho que vivi tudo no tempo certo (certo para a minha pessoa).
Me considero um cara bem tímido, apesar de que quando estou em uma rodinha no bar ou festa consigo me virar e ter boas conversas (dependendo muitas vezes das pessoas na roda).
Tive minhas fases boas, porém a maioria das vezes que fiquei com meninas que me interessasse ou foi porque elas tomaram a atitude comigo ou foi porque eu tinha plena certeza que teria chance com elas, e isso aconteceu pouquíssimas vezes em ambos os casos. Há também as situações onde eu fico com meninas que não me interessam, mas devido o tempo sem ficar com ninguém acabo aceitando (carência, eu sei kkkkk).
Muitos falam que me subestimo demais em diversos pontos e meio que concordo em partes. Enquanto me considero um cara 6,5/10 há quem diga que sou um 8/10, às vezes 9/10.
Como mencionei antes, perdi a virgindade com 18, porém tive oportunidades nos meus 15 e não fiz nada por falta de confiança e também por eu ter sido muito ligado a religião naquela época (papo de eu escolhi esperar e tals).
Tentei Tinder ultimamente e percebi que a maioria das pessoas usam isso por puro ego, nunca consegui manter uma conversa por muito tempo. Não tenho nenhuma amiga com quem me sinto confortável a conversar sobre pra poder me auxiliar e sinto que falar isso com um amigo homem não vai resolver muito devido a possibilidade de zoação (podemos considerar isso um pouco como masculinidade tóxica??).
Enfim, me sinto inseguro, com baixa autoestima, muitas vezes um ser desinteressante, e apesar de ter diversos assuntos legais pra trocar ideia não consigo conduzir isso a um flerte. Sempre ganho mais uma conhecida no meu insta e fico como "aquele sujeito legal que conheci em tal lugar e nunca mais nos falamos". A pandemia dificultou ainda mais isso e não sei mais o que fazer.
Obs: primeira vez escrevendo aqui no Reddit galerinha, sou novo na rede kkkkkkkk mals ter deixado a situação um pouco confusa. Estou acostumado em escrever no meu journal, onde eu sou o único que entende minhas colocações no texto akakak. É isso, peace out.
submitted by BlueElodin to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 04:58 Valuable_Fly_3764 Ser homem e feio foi a pior coisa que me aconteceu na vida.

Obviamente, estou usando uma conta nova, não quero expor algumas informações.
Meu nome é A, tenho 23 anos.
Desde quando eu era menor, fui maltratado e feito de piada/chacota por causa da minha aparência; Os únicos que não faziam isso eram meus pais.
Tenho um rosto torto e um nariz gigantesco. E isso obviamente, causou um bullying fudido que afetou minha saúde mental de uma maneira horrível, que vão desde notas ruins na época do colégio, paranoia, e até minha autoconfiança, hoje em dia. Faço terapia desde 2007, mas muitos desses problemas vieram cedo, e deixaram uma marca profunda.
Desde sempre, não importa o tema, eu fui tratado feito um cidadão de segunda categoria. Isso fica obviamente, mais evidente quando o quesito é relacionamentos e interações sociais.
Eu tenho amigos, e eles me tratam super bem, mas sabe quando você percebe que tem algo de errado?
Como se você não merecia estar lá? Como se estivesse fora do lugar?
É um sentimento recorrente, e horrível.
E sobre relacionamentos, oras, pior ainda!
Eu sou frequentemente alvo de piada do gênero oposto. Sendo online (Tinder) ou offline.
Uma situação que vem a cabeça, foi quando eu dei match com uma menina normalzinha no Tinder, e ela zuou o tamanho do meu nariz, falando que ele era maior que o meu pau. E não, não é mentira.
Eu até desisti de perguntar o por que disso, considerando que eu não tenho dificuldades em fazer amigos dos dois gêneros, porém nenhuma mulher me vê como um cara que ela consideraria sequer abraçar.
E isso, me cansou o suficiente. Óbvio que a quarentena só potencializou isso, but still.
Acho que o ponto aqui é: Caso você não tenha nascido feio e homem, agradeça a qualquer deus que tu acredite, pois isso eu não desejaria ao meu pior inimigo.
Que no caso, sou eu mesmo? Não sei dizer isso até hoje.
Obrigado por ler, boa noite.
submitted by Valuable_Fly_3764 to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 03:53 Control-Much Eu me sinto estranho, eu sou estranho pra caralho

Geralmente eu não sou um cara de pedir auto-ajuda, sinceramente esse é meu primeiro post aqui no Reddit, (acredito que já lurkei o suficiente) a real é que eu fui abusado pela amante do meu pai bem novo. (ela tinha 24 e eu tinha 8) isso se perpétuo até meus 13 eu acho com isso a infame desgraçada além de enfiar o dedo no meu rabo conseguiu me transformar em um garoto bem introvertido e quieto, logo, um punheteiro bem novo ela conseguiu me “depravar” bem novo fazendo eu me tornar uma batata social que vivia em função de realizar os desejos pedófilos dela, na real é que eu me sinto culpado por gostar disso além dela ser amante do meu pai e morar na minha casa como se fosse filha da minha mãe (ela simplesmente agiu como santa para ser acolhida pela minha mãe, a mesma tratava ela como minha irmã) logo isso me fez desenvolver vários problemas como fobia social e problemas de insônia pós ela fazia questão de me “felar” a noite assim quando bem entendia, eu geralmente falava não e que ela não podia fazer aquilo comigo então ela tampava minha boca com a mão e continuava.
A longo prazo isso me ferrou de diversas formas tanto nos meus relacionamentos, quanto na vida social e profissional. Além deu ter ereções aleatórias, isso não parou nem depois da puberdade. Eu sou um viciado em pornografia e sexualizo coisas simplesmente não saudáveis, claramente minha mente se tornou perturbada depois daquilo, mas eu nunca desenvolvi um quandro mais sério quando eu era novo, não comparando do que eu desenvolvi uns anos para cá.
Bom, assim que eu cheguei nos 14 e arrumei minha primeira namorada é que eu tive uma epifania, a primeira é que minha vó é uma arrombada (ela simplesmente impatou a minha primeira foda porque minha mãe pos ela de babá para não deixar eu meter o boneco na menina, depois que minha vó expulsou ela da minha casa logo depois essa garota terminou comigo) a segunda é que minha vida não tinha muito sentido as pessoas me usavam para ter o que elas queriam seja prazer momentâneo, objetos, serviços ou apóio moral e logo depois me descartam como um trapo velho, isso tudo veio junto com a morte do meu tio com 42 facadas na barriga, querendo ou não meu tio além de um grande cheirador de coca, era um dos meus melhores amigos (Ele me mostrou jogos online, lan houses, amigos, e cuidava de mim verdadeiramente sem pedir nada em troca além de um dinheiro para ele comprar um saquinho da fininha as vezes) Ele simplesmente curou minha fobia social e fez eu ter a infância que eu tinha perdido por ser um escravo sexual sem amigos de uma deposito imunda que nunca se importou comigo.
Assim que ele morreu meu mundo desabou foi a primeira experiência com a morte que eu tive, logo de alguém tão próximo, isso me quebrou de diversas formas.
Com isso veio a inevitável depressão eu literalmente só existia para um propósito merda, eu comecei a fumar cigarro para passar a ansiedade bem novo com 15 eu já fumava os “diversos” aquilo me trazia a sensação de leveza, mesmo que fosse uma paz momentânea, era como se meu cérebro parasse de “autistar” (eu sou hiperativo) mesmo eu queimando cada sinapse cerebral que eu tinha, aquele amargo na boca me deixava calmo.
Meu vício e depressão perduraram até um webnamoro merda que eu tive em que eu acreditava que era a “garota perfeita” pura ilusão de um emocionado eu realmente pensei que eu poderia vê-la, ter uma família com ela, conseguir consertar as merdas que eu fiz para mim mesmo e começar a amar o falo ambulante que as pessoas acham que eu sou, eu simplesmente dei tudo para ela e durante os primeiros 7 meses foi tudo ok, era muito amor e muita consideração minha, pois eu sou um cara muito “good guy”, ela tinha uma depressão bem forte por conta do pai abusivo e da mãe ausente (o pai dela é pastor e espanca os filhos, fica bêbado, vive na degeneração, bolsominion) esses pontos que geraram uma “femcel” esquerdista e bissexual.
Ela era fofa, eu achava que estava apaixonado, mas como todos os meus namoros ela só meu usou porque não tinha nada melhor. E me trocou por um ex paulista “femboy” que exigia nudes dela e a travata como lixo, simplesmente eu me sentia muito culpado, pois eu tinha me iludido em algo que claramente não tinha futuro, mas eu sou extremamente carente então o melhor encantamento para me levar no bolso é dizer que me ama, independentemente da circunstância, literalmente ela dizia coisas para eu me sentir horrível comigo mesmo e logo depois dizia que me amava, eu me sentia abraçando um cactu mesmo que não fosse de “verdade” era a primeira vez que alguém falava que me amava, eu entrei em pânico, mesmo eu sabendo cada segundo que aquilo não era o certo a se fazer e eu estava regredindo.
Querendo ou não ela me ajudou a superar uma fase da minha vida, mas eu nunca parei de me sentir um objeto. Na real eu ainda tive mais certezas disso eu simplesmente sou um dildo de plástico que estou na gaveta para quando elas não têm ninguém. (não eu não me considero bonito, longe disso eu to mais para brasileiro morador de periferia padrão)
Logo depois disso eu quis adiar o problema e começar a sair mais com meus colegas e meu primo começou a morar aqui por volta de 3 meses foi tudo tranquilo até que fomos num “hokah” (buteco adolescente) nós juntamos lá, eu comecei a beber até que perdi a inibição e comecei a ir em toda mulher que eu via pela frente igual um macaco, a primeira me achou simpático e me puxou pro canto quando tudo já ia dar certo um colega me barrou dizendo que ela já tinha “dono”, eu ri e meti um “a gente divide, né pae” meu colega riu muito, por ele conhecer ela a mais tempo eu decidi não “profita-la”, mesmo com ele não conseguindo pegar ela depois, por pura consideração pelo cara, eu fui em outras 6 depois dessa e tomei fora de todas e ganhei um apelido de 7.
Na real é que as garotas agora me viam como uma piada que está lá para quando inflar o ego delas para quando elas precisam, tradução literal: “esquento para um babaca com grana comer”. Esse foi um dos momentos mais WTF possíveis na minha vida se não fosse a briga com meu primo que rolou depois. Ele ouviu o que eu tinha comentado com o meu colega e como as pessoas gostam de me oprimir inventaram uma história vergonhosa sobre meus foras para parecer herói na frente no irmão do meu melhor amigo, e como o resto dos meus amigos de infância babam o ovo do meu primo eles literalmente concordaram com ele criando 3 histórias diferentes do ocorrido literalmente forçando que eles eram “os heróis que salvaram o pequeno betinha de ser cobrado na saida do butequinho”, além do meu primo viver se achando o bonzão ele era um gigolô da porra em casa e só aproveitava não dando uma foda para minha mãe, sendo que ela fazia das tripas coração pro arrombado ele nunca tratou ela do jeito que ela merecia, eu cobrei a mentira que ele inventou e simplesmente fui contra toda a minha rodinha de amigos sendo fraco e falho.
Eu não deixei ele falar toda aquela merda sem ter penalidades, mesmo implorando para ele parar de falar e párarmos de discutir, ele veio para cima eu dei um no queixo e na orelha.
Foi o suficiente para deixá-lo katinguelê, então ele me ameaçou de pegar uma faca para mim, então eu quebrei uma bacia de vidro e com a mão e com os cacos sagrando na minha mão eu falei “tu meu irmão, que viveu a vida toda comigo, vai me furar, na nossa casa, com a nossa família aqui, NA MINHA CASA?”. Além de jogar umas coisas na cara dele porque ele merecia.
Foi o suficiente para minha mãe expulsar ele de casa, meus amigos acharam que eu armei para ele e a pessoa que literalmente passou 16 anos da vida ao meu lado meu melhor amigo chupou o ovo do meu primo, vendo tudo que ele diz como verdade absoluta.
Mais cedo ou mais tarde íamos brigar eu acabei de brigar com outra pessoa que viveu a vida toda ao meu lado, isso para mim, é frustrante porque literalmente eu sou dependente de toda emoção positiva que as pessoas têm por mim, ele usou o argumento que eu sou “mimado” por não ter nada da forma que eu quero, mesmo eu saindo errado em tudo quase sempre. Esse argumento ele valida falando que “eu tive tudo na vida agora não aguento perder”, eu esqueci de falar que a amante do meu pai antes de ser pega pela minha mãe roubou todo o dinheiro do meu pai e sumiu do mapa.
Meu pai trabalha no comércio então com a crise, inflação, copa do mundo, carnaval e covid. A gente sempre passa um aperto aqui e alí.
Eu simplesmente sou muito sensível a essa merda eu não sei porque esse padrão aleatório de merda me segue e eu não consigo ser feliz, ou do porque eu me importar com isso.
¹Edit: eu comecei a gostar de trans então a tampa do bueiro leva ao esgoto, por isso eu to aqui. ²Edit: eu me sinto sozinho e vulnerável ³Edit: eu sinto que a minha solução seria uma pessoa que sofreu tanto quanto eu para me entender verdadeiramente. ⁴Edit: esse post é frescurento para um caralho, pois eu sou horrível contando algo então essa merda parece pura frescura, mas foi traumático cada segundo ⁵Edit: apanhei para caralho na escola quando era muleque por ser esquisito ⁶Edit: minha irmã não me suportar e tentou me matar usando um iPhone 6 plus, ela quebrou ele na minha cabeça 8 (pontos). ⁷Edit: tentei me matar usando cabo de extensão no box do banheiro e pulando de uma cachoeira.
⁸Edit: é minha primeira vez sendo op aqui, não tenho muito experiência.
Also, acho que embananei essa porra para caralho e não cheguei em lugar nenhum, mas eu precisava de um lugar para postar essa merda sem polimentos com esses pensamentos abstratos antes que eu comece a chorar pelo quão random essa merda de vida é.
submitted by Control-Much to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 02:34 Jotarot Me sentindo inútil e podre

Tenho 18 anos, terminei o colegial ano passado em uma boa escola, relações conturbadas com a sala, e não passei em um vestibular. Eu queria passar em Arquitetura e Urbanismo pela Unesp, porém falhei ano passado e esse ano foi pro lixo. Aulas praticamente rasas, 0 ânimo pra tudo, ainda mais com ansiedade (crises), meu TOC voltou e crises de pânico. Eu sempre sonhei em trabalhar como Concept Artist em uma empresa de games, como a CD Projekt Red, mas nem pra eu comprar uma aula de desenho pela internet eu sirvo. Em relação à desenhos, sou autodidata por uma longa parte da minha vida, chego a postar no @eudesenhoeisso no Twitter. Eu não me acho bom no que faço pelo simples motivo de realmente eu não ser para o que eu almejo. Tenho sonho de passar minhas histórias e artes para os games, de forma que pessoas possam ver o mundo/criações com meus olhos. Ando desanimado e sem visão de futuro por boa parte do dia, mais as crises. A menina que mais amo fica muito longe da minha cidade, então nem ela posso ver. Estou andando muito triste e perturbado pelo TOC e ansiedade, porém por uma boa parte do dia eu estou tranquilo. Me sentindo um lixo por tudo isso, porém as vezes fico tranquilo. Um abraço pra quem leu meu desabafo!
submitted by Jotarot to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 01:51 ncsgiorno A sensação de quando você não gosta mais de alguém que te rejeitou

[criei uma conta para postar aqui]
Já me apaixonei por algumas meninas da minha escola, sendo que a mais recente delas foi a que consegui desenvolver um diálogo mais duradouro e mais intimidade. Fiquei muito tempo pensando se era recíproco ou não, mas quando descobri que não era, foi um choque muito grande pra mim. Não sei explicar, um caso muito diferente dos anteriores.
Pois bem, estes pensamentos ficaram me perseguindo por mais de 2 anos, eu tinha a impressão de que nunca sairia da minha cabeça. Até que houve um momento no meio da pandemia que parece que eu senti um estalo mágico na minha cabeça. De uma hora pra outra, percebi que já não me importava mais com aquilo. Sério, foi uma sensação muito libertadora pra mim.
Não sei qual foi a causa, será que fiquei preocupado de mais com o vírus e acabei esquecendo outros problemas? De qualquer forma, sou muito grato por ter me livrado. Enfim, só estava aqui refletindo sobre como a nossa paixão por alguém se dissolve com o tempo. Deve ser tudo coisa da nossa cabeça.
submitted by ncsgiorno to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 00:06 standthis Agentes da saúde parecem que estão sempre mal humorados

Tive duas crises de desmaios que aconteceram do nada, acho que foram crises de anemia, eu deveria me alimentar melhor, mas demaiei duas vezes em semanas diferentes. Fui num clínico geral do convênio, a secretária era super ríspida, mas me passou as informações com clareza, o médico era um senhor mais velho, eu sempre fico meio receoso com profissionais mais velhos, já que sou gay, vai que eles me tratam diferente. Mas enfim, durante a consulta ele começou a fazer as perguntas ai teve uma hora que ele atendeu um telefonema no meio da consulta (sim). Enquanto tem uma plaquinha escrito na nossa direção dizendo '' desligue o celular '' ele atendeu na minha frente um amigo que precisava de um ''favor médico''...
Bom, ele era velho, ignorei, ele me pediu pra eu fazer dois exames um de coração e outro neurológico. Os dois aconteceram hoje, no de coração as secretárias foram super chatas, elas tavam impacientes e pareciam que tavam lá forçadas, na hora que fui pedir o exame a que me atendeu ñ olhou na minha cara, mandou eu sentar e esperar. Não as culpo, lidar com pessoas doentes pode ser difícil. Logo depois, me chamaram, fui pra uma sala e a médica mandou eu tirar a camiseta e deitar na maca, ela foi mais gente boa, ela me disse tchau depois que acabou o exame, ela tava bem apressada, imagino a correria que deve ser.
Depois fui em outro lugar fazer um eletroencefalograma, a menina que me atendeu foi mtoo chata, ela não me instruiu em nada, mandou eu deitar na cama e começou a por uns negócio na minha cabeça, eu não fazia ideia do que era, eu senti que eram uns adesivos. Enfim, depois disso eu fiquei no quarto no escuro enquanto eu sentia uns espasmos, passou uns 15 min e acabou, ela voltou e começou a tirar em mim os eletrodos (?), eu tava bem desnorteado pq durante o negócio tinha que ficar de olhos fechados e acabei dormindo, quando acabou eu comecei a perguntar se era normal eu ter sentido uns piscar de luz enquanto tava acontecendo o procedimento, ela me interrompeu e mandou eu me limpar, eu fiquei ''nossa deixa eu terminar de fazer minha pergunta pf? e aliás, me limpar de que?'' ignorei, ela devia estar super atarefada, parece que só ela fazia aquele exame no lugar onde eu fui. Sobre o negócio pra me limpar ela tinha colocado um gel/massinha na minha cabeça pra grudar os eletrodos e minha cabeça tava cheio daquilo, eu fui no banheiro do quarto e sofri pra tirar, quando eu sai já tinha outra menina na cama onde eu tava, eu fiquei ??? e agr o que eu faço, ela nao tinha me dito nada. Perguntei se eu poderia ir embora e fui.
Enfim! Só quis escrever como foi meu dia, e nossa eu fico meio chateado que eu nunca sou bem atendido nos lugares que eu vou? Mas eu tento não pegar pra mim, essas pessoas são pessoas, e talvez ela só estejam num mal dia... Mas pra quem trabalha na área da saúde eu só gostaria que elas fossem um pouquinho mais gentis.
submitted by standthis to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 15:23 diogodm14 Galera da área militar

Estou ficando com uma menina que é bombeira de uma cidade e, bem no dia do aniversário dela, ela estará de plantão no quartel. Eu havia pensando em comprar uma cesta de café da manhã e pedir para entregar no serviço. Será que pode dar algum problema? não sei como funciona essa questão de hierarquia, disciplina ou sei la mais o quê na parte militar.
submitted by diogodm14 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 07:17 yooo66666 Autosabotagem, pornografia e brochar.

Nem sei por onde começar... primeiramente tenho 20 anos e é realmente um pouco constrangedor escrever isso mesmo sabendo que ninguém me conhece, mas ok bora lá. A mais ou menos 2 anos eu terminei o meu ultimo namoro e já naquela época eu consumia pornografia mas era beeem menos, tanto que ainda não atrapalhava nada em minhas relações sexuais, tudo sempre flui numa boa, nunca pensei que poderia ter problemas com isso. Daí, dps do termino comecei a consumir mais a pornografia mas ainda tava dboa, me sentia tranquilo em relação a isso, trocava ideia com varias mina me sentindo bem e despreocupado, só que aí pro final de 2018 eu fui encontrar uma amiga minha e rolou minha primeira brochada, fiquei porra, desesperado na hora, com vergonha e pá(era a primeira vez da mina) nussss fiquei bem abalado serião, falei com uns amigos meus e eles foram suave, nem tiraram sarro, disseram que era normal, mas aí que começou o problema(deveria ter levado numa boa né, todo "mundo" leva isso numa boa, pq eu n iria) enfim, a partir daí comecei minha graaande jornada de autosabotagem e porra velho, até hj n consegui superar isso (como cara???? kkkk taloko) eu realmente rio disso, pq parece ser piada as vezes, eu gosto de mulher, gosto demais cara, e desde de essa época eu comecei a questionar tudo, minha sexualidade, pô problemas mentais, uma avalanche de pensamentos mesmo. (Tá, são muitas coisas a se falar e ainda to com vergonha de escrever isso, mas vamo lá)
Inicio de 2019 e eu tranquilo até ainda, sem nenhuma confusão mental aparente e ainda trocando ideia dboa com umas mina, aí conheci uma menina e a gente foi se aproximando, se beijou e pá, começou a rolar um amorzinho mas a gente n tinha transado ainda e aí um dia ela me chamou pra eu ir na casa dela, era carnaval, fui né, bebemos umas, fumamos uns beck e ficamo daquele jeitão né, delícia, pegação que num parava mais e aí começamo a tirar a roupa, ela me chupou(suave até então, meu pau tava levantado kkkkk) e eu tava dboa tb, eu chupei ela dps e aí bateu aquela ansiedade trevooosa, pq né o proximo passo seria nois fuder e assim... aiai.. eu tinha camisinha lá(ps: no meu ultimo namoro agnt transava so´sem camisinha praticamente) e mano, tremi nas base, falei pra ela q tava sem camisinha e né, ela tb nem tava afim de ir sem, e continuei chupando ela numa boa, mas né, pensando daquele jeitão nas coisa, preocupadasssso, uma lokura gente, aí blz, dormi la e de manha ela veio me cobrar q eu podia ter ido na farmacia e só dei uma desculpa(rapaziada por incrivel que parece n sou gay e eu me questionei bastante sobre isso, pode acreditar). Depois disso começou o desastre, toda vez q pensava em sexo pensava em brochada, instantâneo tipo, aí assim, quero resumir um pouco ne, mas vou falar oq me der na telha aqui. Dps desse ocorrido n falei pra ngm, nem amigo, nem psicologo, nem nd, malucao o cara ne, fala nem pra psicologo aiai, tabom. Dps com essa mina, de précha, broxei mais uma vez só q ai dessa vez foi na hora da penetração mesmo, aquela meia bomba que todo mundo adora, lindeza que só( to falando desse jeito pq acho q assim vo sentir menos otário) aí acabei me afastando dela (vergonha absurda, eu sou uma piada msm), deixei claro pra ela q o problema era cmg, e que ela era né MARAVILHOSA (pq de fato era kkk) aí meus manos e manas, nesse momento eu ja tava 0 bem das ideia(ps: faz mais de 1 ano isso e to desabafando isso só agora pra alguém ok) , escondendo tudo de todo mundo, mas transparecendo que tava tuddo deboa ne, kkk aiai. Que eu me lembre dps dessa mina passou um bom tempo q eu nem tentei nada com ngm(no sentido de ir pra hora H) e tipo, eu continuei flertando, com altas mina e dando idéia mas só na raso (olha o medo que tava, medo de brochar, eu sla, nem imagino falar isso pro meu amigo mais proximo q eu morro de vergonha sla) continuei flertando e pá ne, considero estar em um ponto bem alto da minha kkkk beleza facial e de personalidade tb, ent acaba q altas guria se interessava, e eu bobo né, dava papo mesmo sabendo desse meu problema kk. Ok, final de 2019 chegou um dia lá que a mesma mina q eu tinha broxado lá na primeira vez, me chamou pra ir na casa dela (claramente pra gente fuder) e eu em duvida, falei q n podia, por causa desse medo mesmo e sla, acabei indo encontrar uma amiga minha e a gente beijou dps um tempassso q eu tava afim e assim, fez minha noite tlg, n transei, nem brochei kkkk foi ótimo. Ok, vou voltar aqui no assunto da pornografia e falar q, durante o ano inteiro de 2019 eu provavelmente me masturbei quase todos os dias, pra pornô msm (mas nessa época nem tava ligado em questão de estimulo visual ser tãaao importante pra uma possivel brochada) ok, n dava a minima pra quantidade de porno q eu consumia, só seguia a vida msm, achando que todo esse medo aí meu, era problema meu, sla algum problema mental q eu desenvolvi e q era isso, botei na minha cabeça q ia continuar a ver pornografia pq já q eu n ia transar, pelo ou menos o porno ia me satisfazer( QUE ERRO, REPITO QUE ERRO jovem eu de um ano atrás). Aí pra frente é confusão mental atrás de outra, ia pro psicologo nem sabia oq falar, ficava todo perdido, todo vez q eu podia pensar nisso eu pensava e ia fuuundo e paranoia e fantasia de coisa nem ia acontecer, mano, to querendo é chorar escrevendo isso, nunca tinha botado pra fora isso, enfim... final de 2019 li em algum lugar sobre um negocio q chama reboot, que até tem video no TEDx sobre isso e video do Terry Crews falando, que é basicamente vc ficar sem se masturbar por um tempo indeterminado, que aí uma hora tudo ia voltar ao normal, na hora q eu li eu falei "É ISSO, É ISSO, PRONTO VO RESOLVER MINHA VIDA AGR MESMO" mandei msg pro meu psicologo falando q nois tinha q conversar, tava todo animado, cheguei lá, falei pra ele tudo, tudo q tinha rolado, tava rolando e falei disso aí, mas ele n me recomendou eu fazer esse reboot, falou q a masturbaçao é algo importante pro individuo, e sla, me convenceu q era melhor eu só esquecer disso e levar a vida (hj eu lembro disso e assim, meio cuzao ele ne) na hora nem parei pra pensar no negocio, tava lokin das ideia já.
Vo tentar resumir agr, dps desse aí, continuei me masturbando pra porno ainda, as vezes eu tentava parar um tempo por causa de coisa de twitter e pá, mas acabava voltando uma semana dps. Nessa época eu comecei a criar um autoestima fodida em cima disso, foi surgindo assim tb, fui levando a vida como se tudo oq tivesse rolado tivesse sido só uma fase da minha vida e que tinha passado e que eu já tava deboassa em relação a questão de brochar, que na proxima vez q rolasse ia dar certo, tipo, tava bem deboa. Aí né tava confiante, e um belo dia chamei uma mina q tava cvs pra vir aqui em casa, agnt ja tinha ficado uma vez e tava né, com tesão afinzassso, começamo a tirar a roupa foi indo, chupei ela, suavao, aí ela foi me chupar e ele abaixou do nada, sim, no meio do boquete foi pra vala minha líbido, tentei ressuscitar mas n tava indo, bati uma ali mesmo e n foi, minha cabeça já tava a mil, ja´era ne kkk falei pra mim msm, dps agnt fumou um pra ficar dboa e cvs com ela e pá, ficamos suave. Teve mais uma situação com essa mina (acho q eu forço muito né, mas eu tava só querendo botar minha autoconfiança pra cima de certa forma) agnt saiu comeu um burg já naquele estado né, e dps fomos pra casa dela, casa n, escada do prédio e rolou ali msm, oral dos dois, n brochei durante foi suave, mas na hora de penetrar nela o menino abaixou, mas fiquei deboa, respirei e fui estimulando, uma hora deu certo, botei pra dentro e foi(meia bomba kkkkk), foi pouco tempo mas foi, aiai, que saudade dessa sensação meus amigos kkkk enfim, isso era inicio de 2020, daí começou a quarentena e desde entao eu nem saía de casa né, pra pegar alguém (pra nd msm), mas continuei flertando dms ne, cabo que, uma mina lá falou pra eu ir na casa dela pra né e ja botei na cabeça que n, que n ia rolar, que ia dar merda, já pensando na brochada (ô laia) e confundindo minha cabeça, falando q sexo casual é merda (nunca nem fiz sexo casual) só inventando mentira pra disfarçar esse problema meu, enfim, dei perdido na mina. Aí (ta acabando tá? se algm tiver lendo) anteontem uma mina veio aqui em casa, ja tinha combinado a uma semana atras, mas assim kkkkjjjj, imaginando q agnt nem ia transar nem nd, no maximo um boquete e tals, por isso nem fiquei preocupado com broxar e pá, só aquele calafrio basico de trocar ideia com uma mina q tu realmente acha daora, pela primeira vez, pessoalmente (coisa linda) me preparei total, comprei um corre pra gente pitar, comprei umas breja, umas comida, meditei um pouco pra ficar suave e foi né. Ela colou, agnt trocou altas ideia daora (sla eu tava um pouco de receio de ela achar eu meio maníaco de já querer transar direto assim) aí preparei o ambiente como eu disse, fui fazendo um clima rolar alí...rolou... pegação intensa, tava adorando, bão dms, aiai, que mulher minha gente, começou a passação de mão, eu meio passivo ainda, mas tava daora, aí ela tirou meu short e ja comecei a ficar em choke(pelo lado bom) nem tava pensando em nd, aí ela parou assim e perguntou se algm podia ver nois ali (agnt tava no terraço de casa) aí falei q n, mas q sepa era melhor nois ir pro sofa q aí ne, já ficava mais confortavel( eu sou mt burro) kkkkkkkkkkk ta, ai´fomos pra la, nisso eu ja tinha guardado o pau e tava mole já, e mano, voltamo a se pegar(po eu tava desaprendido 7meses em casa) pegação lá intensa, bão dms, ai´vacilei comecei a pensar na famosa broxada, passou um tempo ela tirou minha calça e começou o oral, e adivinha n fiquei duro, e eu acho ela gostosa, acho dms, n creio q esse seja o problema, n creio q o problema seja eu n ter atração por mulher, eu tenho sim, só acho q a pornografia me leva a ter uma rotina, um vício FUDIDO que faz eu me apagar a minha própria mão, a esse ambiente nojento da punheta e de tudo q ela envolve com a pornografia, mano, eu to muito puto comigo msm, pq JÁ SE PASSOU MAIS DE ANO Q TO NESSA MERDA DE SITUAÇÃO PODRE, MANO EU QUERO TER FILHOS UM DIA, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE TRANSAR, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE VIVER UMA VIDA TRANQUILA SEM TER Q ME PREOCUPAR COM PROBLEMAS DE BROXAR, EU SINTO UM DESCONFORTO TÃO GRANDE COM MEUS AMIGOS, QUE REALMENTE SÃO MEUS AMIGOS E DISCUTEM ABERTAMENTE SOBRE ISSO, MAS NGM NUNCA FALOU SOBRE BROXAR, ME SINTO UM INUTIL NESSE SENTIDO ESCREVENDO ESSE TEXTO. CARAS, EU N QUERO VIVER A VIDA TODA ASSIM KKK NEM FOODENDO, NEM FODENDO. Só quero resolver isso e parar de pensar tanto em coisa que é inútil, amanha ja devo cvs com meu psicologo a respeito pq n da mais, eu fico triste, sinto um vazio imenso em mim dps q isso acontece, se alguem leu até aqui, obrigado pelo o seu tempo, diga aí oq vc acha sobre, ou n tb, se que sabe, enfim, abraços e uma boa noite pra todos. :j
submitted by yooo66666 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 03:04 MenininhoAli ME AJUDEM MENINAS E MENINOS

OBS: Postei em outro local também..caso tenha já visto..
Tem uma menina que eu conheci na escola... quando eu ia na parte da frente do ônibus nós ficávamos conversando, agora na pandemia vi ela pouquíssimas vezes devido que moramos de lados opostos da cidade :( As vezes puxo assunto e conversamos um pouco e por aí vai, mas esses dias me deu MUITA VONTADE DE CHAMAR ELA PARA SAIR, MAS NÃO SEI SE É UMA BOA POR NÃO NOS FALARMOS TANTO!! FALEM ALGO, TENHO 18 ANOS ELA 17 AAA NÃO SEI COMO AGIR, SE DEVO CHAMAR, SE VAI SER MEIO INTRUSIVO... Eu tenho vergonha de chamar até pelo whats, só tive algumas experiências desse tipo.. não sei nem como prosseguir
submitted by MenininhoAli to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 02:04 aline1234369 Não estou bem!

Provavelmente esse desabafo vai ser ignorado, porém eu estou muito mal e preciso desabar e não tenho ninguém com quem contar. Pois não tenho amigos e minha relação com os meus pais nunca existiu.
Eu sempre fui uma menina sozinha, sofri bastante na infância, e nunca fui acostumada com isso que acabou me gerando problemas psicológicos como ansiedade, depressão e transtorno obsessivo - compulsivo TD isso mudou bastante quando eu interagia com pessoas tanto virtualmente quanto pessoalmente, eu esquecia dos meus problemas, me sentia mais leve. Finalmente eu achava que tudo de ruim tinha passado, que eu poderia ter uma vida normal como todos.
Até comecei a namorar uma pessoa que foi maravilhosa pra mim no começo de tudo que me ajudou a superar muitos problemas que eu tinha, me mostrou coisas novas, me apresentou um mundo diferente do meu, mas que no final da relação trouxe eles todos meus problemas de volta de volta. Meus pais não eram a favor da relação e eu fui contra eles pois amava aquele cara e ainda amo. Minha relação com ele durou 2 anos, e foi meu primeiro namorado.
E a mais o menos 11 meses, ele começou a ficar estranho comigo, me deixava no vácuo, brigava de mais a quase a todo momento. Eu achava que ele estava passando por um momento difícil como todos achavam então dei todo apoio que ele precisava, sempre estive com ele nos momentos ruins, sempre que algo de ruim o acomtecia eu corria pra ir velo, mesmo morando longe, tentava animalo o máximo possível. Até de um tempo pra cá eu começar a ficar mal e ele não gostar.
Nós vivíamos nos encontrando e saindo juntos e sempre parecia que estava tudo bem. Mas do nada ele Terminou comigo a mais o menos 4 dias atrás, e falou todos defeitos que eu tinha, e era por essa a razão de estarmos terminado, disse que eu nunca fiz nada por ele e eu era muito problemática, chata e ignorante, por ser tímida. Como se não bastasse disse que não me amava faz tempo e ele só estava comigo pra vê se acontecia alguma coisa e como não aconteceu. Ele me acabou comigo por mensagem, isso mesmo levei o maior fora do mundo pelo whatsapp e na visão dele o término era por eu ser essa pessoa desinteressante, tentou de todas as maneiras colocar nosso término como se fosse culpa minha. E que se eu continuar dessa maneira vou acabar sozinha pq ninguém alguém gente desse tipo. Pois ele queria uma namorada feliz que se divertisse com ele e saísse durante a noite com ele. E eu não era isso, por ficar uma semana mal eu já não era boa o suficiente mais e não servia.
Todo esse tempo eu pensava que estávamos mais felizes do que tudo mas era tudo mentira ele só estava fingindo e me usando até que ele cansou de tanto trabalho e me chutou pelo whatsapp......
Eu sinceramente estou muito abalada, comecei a ter mais crises de ansiedade lembrando tudo o que ele me disse pensando se realmente a culpa foi minha e pensando que em todo esse tempo eu só tava sendo iludida. Não consigo dormir direito, não consigo sair da cama e muito menos comer alguma coisa o que eu como não desce cada dia tem sido pior enfrentar tudo isso sozinha.
submitted by aline1234369 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 20:31 marvinpls Webnamoro que possivelmente poderia ter dado certo

Em 2012 conheci uma pessoa, darei o nome de A.
A. devia ter mais ou menos 17 ou 18 anos, e eu, um jovem gafanhoto de 15 ou coisa assim. Conheci a A. numa live de jogos, época que ainda existia a twitcam (quem lembra?), e o "streamer" (nem existia essa profissão na época) falou que tinha uma menina no chat solteira (de brincadeira). Obviamente dezenas de nerds colaram no perfil dela do twitter, e começaram a tentar flertar com ela.
E eu, um moleque nada original, também fui fazer o mesmo. Cara... (kkkkkkkkkk!!!!!!!!) como o tempo passa né? coisa estranha demais lembrar disso. Eu fiquei obcecado pela menina, sei lá. Eu via as paradas que ela postava e o jeito dela, e nunca havia encontrado ninguém assim (claro que não, afinal eu tinha 15 anos e só jogava na internet). Mas até hoje, acho o tipo dela muito diferente das demais (não do tipo "not like the other girls") mas um tipo de garota estranha que fala o mesmo nível de merda que eu naturalmente falo. Pra ser sincero, o meu tipo de garota é justamente alguém mais próximo dela, mas é realmente muito difícil encontrar alguém assim.
Como se não bastasse, a garota era linda demais. Digamos, uma das garotas mais bonitas que já vi (ainda acho isso nos meus atuais 22 anos), e ela morava em outro estado, do tipo muitos estados longes hehehe. Enfim... meu papo de merda deu certo, não lembro exatamente como começou nossa aproximação, mas lembro que eu era o cara que ela ia desabafar por conta de um namoro merda que ela andava tendo (com um tal de C.)
Esse C. era o cara mais chato que já vi na vida. Além de não parecer EM NADA com ela, ele era distante da garota, até onde lembro. Ele investia toda a grana do salário dele em som automotivo (sem meme), e cagava pro namoro.
Ela chorava bastante, e eu ficava horas e horas em chamada com ela por skype conversando sobre bobeiras em geral. O tempo passava, foram mais 2 anos acho nessa brincadeira, até que por um ciúmes bobo ela parou de falar comigo.
Nosso relacionamento era muito baseado no twitter, compartilhávamos e falávamos sobre mutia coisa em comum, e eu claramente estava perdidamente apaixonado pela garota. Numa época aí de fã clubes e não sei quê, algumas garotas de outros estados foram me seguindo também pra trocar ideias (sem maldade), e essas novas amigas fizeram com que a A. se afastasse de mim por achar que eu não quisesse mais ela. Não sei porque, vocês podem me perguntar, eu não fui atrás dela. Sei lá, parecia que eu estava confortável, e tinha achado uma bobeira tão grande dela se afastar, que não achava que fosse tão sério.
Semanas se passaram, e a A. nunca mais falou comigo direito. Tem muito mais coisa, mas realmente não lembro como essa amizade ou webnamoro foi se desfragmentando, pq pensávamos em viagem (com 16 ANOS!!!!! irreal demais, pqp) namorico, etc. Pelo menos eu acho que era, sei lá. Talvez houvesse a chance dela só me considerar um grande amigo, e eu estivesse enviesado como homem de achar que ela realmente era afim de mim. Não sei.
Agora vem a parte engraçada
Eu nunca esqueci seu nome. Meus amigos acabaram virando colegas dela também pq de alguma forma que não lembro, ela chegou a conhecer eles. Então eles acompanham ela nas redes sociais, mas eu não mais. Lembro que eu tinha me afastado a ponto de querer esquecer ela mesmo, e ela o mesmo de mim. Hoje com a cabeça mais madura, teria feito tudo diferente. mas ainda acho webnamoro algo irreal demais.
Basicamente ela está namorando um cara do RJ (já tem um tempão já). Estado na qual eu moro também. Quando descobri isso (por amigos) fiquei de cara. Não fiquei com ciúmes, triste, inveja, nem nada, mas tudo veio novamente na minha cabeça. Caralho, um cara do RJ? Sim, eu pensei no "e se fosse eu??????????".
Eu fiquei abismado por duas coisas: o quanto minha vida mudaria se eu tivesse namorando ela? e se desse tão certo a ponto de eu morar fora? eu ainda falaria com os meus amigos atuais? (que são meus melhores amigos), eu estaria em outra profissão?
Viajei, viajei demais. E o que me faz viajar tanto nessas questões é que não era uma parada extremamente difícil de acontecer. Claramente eram adolescentes decidindo coisas muito importantes e custosas, e que nossas perspectivas de vida iam mudar drasticamente ao chegar nos 20 e poucos anos. Mas digamos que éramos compatíveis em literalmente tudo, sabe? Enfim...
Não sou apaixonado pela garota nem nada, mas é uma história curiosa que penso vez ou outra. As vezes sonho com ela, e eu não sou nada esotérico ou coisa assim, então vocês podem dar as suas explicações mirabolantes que for pra esse tipo de coisa, alma gêmea, coisa assim.
Funfact: uma das paradas mais interessantes nesse rebuliço todo é que ela havia me apresentado uma música que eu não gostava a princípio, mas depois de alguns meses mudou totalmente a forma como me vejo e escutava música. Hoje em dia posso dizer que se ela não tivesse me recomendado aquela banda em 2012, eu estaria escutando mpb ou algo do tipo. Há 8 anos escuto o mesmo "gênero" (mais ou menos na verdade), e fico muito feliz com isso.
E vocês? tem histórias com webnamoro?
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 19:30 usulada Gente, sério me dêem conselhos aqui, por favor.

Eu tava procurando app de desabafo até que encontrei esse sub,vim até aqui pq preciso muito de uns conselhos pra algo realmente sério que tá acontecendo cmg.
Eu tinha17 anos e meu irmão tem 19 anos, a gente mora junto a nossos pais que são bem religiosos. É uma família brasileira bem caseira, ficamos em casa quase sempre, jantamos juntos toda noite, vemos séries quase todo dia, tem até horário pra rezar missa. Apesar de respeitar e seguir as regras deles eu nunca me considerei católica, sou ateia assim como meu irmão. Eu sempre fui muito chegada no meu irmão só quando 16 anos dei meu primeiro beijo, eu estava junto a ele vendo the walking dead até aparecer uma cena bem adulta, aí começamos a falar disso e rolou um beijo, foi um beijo de uns 3 minutos. Dps disso a gente ficou muito bugados e desconfortável até ficamos meio distantes por uns 4 dias mas logo voltei a ficar no lado dele, eu tava sentido um sentimento estranho de querer repetir aquilo então aconteceu novamente até se tornar algo recorrente e natural para ambos. Perdi minha virgindade com ele e dps disso começamos a namorar secretamente, ele nunca mais ficou com outras meninas. Agr eu tô com 19 e ele com 21 e hj mais dq nunca machuca muito não poder segurar a mão dele em público, beijar em na rua, amar ele sem medo de ser julgado ou presos por fazer isso. Ele tbm se sente assim e não sabemos muito bem oq fazer, só queremos tomar uma atitude em relação a isso. Estamos cansados disso.
Pfvr n venha com comentários maldosos ou duvidar da autenticidade da história, jogar hater ou algo assim. já tenho que lidar muito com isso. Eu só queria desabafar isso aqui anonimamente. Obgda pela leitura, espero bons conselhos.
submitted by usulada to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 17:36 POL4RGTS 10 Casos de possessões reais 06 - Anna Ecklund

10 Casos de possessões reais
06 - Anna Ecklund
O livro Begone Satan escrito pelo reverendo e escritor alemão Carl Vogl, discute a posse de Anna Ecklund na virada do século 20. Ecklund nasceu em Iowa em 1882 e foi criada como católica. Os sintomas de possessão começou a aparecer quando Ecklund desenvolveu uma repulsa por objetos sagrados, se recusando entrar na igreja, e começou a falar sobre atos sexuais indecentes na idade de 14 anos. Ela foi enviada para ficar com sua tia Mina, uma mulher suspeita de ser bruxa. Muitos acreditavam que a possessão se avançou em Ecklund porque sua tia Mina temperava sua comida com certas ervas. O Padre Teófilo Riesinger, um monge capuchinho de Wisconsin, administrou o primeiro exorcismo em Anna em 1912. No entanto, Ecklund foi possuída novamente em 1928, quase duas décadas após o primeiro exorcismo.
E mais uma vez o Padre Teófilo realizou o ritual, usando um convento próximo da propriedade de freiras franciscanas. Ecklund recusou o alimento abençoado oferecido a ela e assobiou como um gato. O exorcismo durou 23 dias, a menina era tão forte que teve de ser contida por seis freiras. Durante o exorcismo ela falou sem mover os lábios, urinou constantemente, insultou e provocou as freiras falando de suas vidas pessoais, e previu (incorretamente) que um dos sacerdotes presentes morreria em um acidente de carro. O exorcismo foi um sucesso e na manhã de 23 de dezembro de 1928, a possessão de Anna Ecklund finalmente cessou.
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.18 17:33 POL4RGTS 10 Casos de possessões reais 05 - Clara Germana Cele

Em 1906, na cidade de Umzinto na África do Sul, uma estranha confissão foi ouvida pelo Padre Horner Erasmus. Clara Germana Cele, católica e membro da missão Marianhill, disse ao Padre Horner que tinha feito um pacto com o Diabo. Cole tinha vivido na missão desde a idade de quatro anos, por isso o padre rejeitou as alegações da menina. Contudo Cole logo começou a se comportar de forma estranha. Ela começou arrancar suas roupas, rosnar e conversar com amigos imaginários usando linguagens que nunca tinha aprendido antes, ela também atacou violentamente as freiras e soltou gritos terríveis que uma freira descreveu algo como “um verdadeiro rebanho de animais selvagens orquestradas por Satanás“.
Ela também mordeu uma freira, deixando marcas semelhantes às de uma serpente, vendo o estrago Padre Horner cedeu e realizou um exorcismo. Ele foi bem sucedido na expulsão do espírito maligno da Cole, mas o demônio anunciou que iria deixar o corpo de Clara apenas no momento da levitação e, bem na hora que Clara levitou o demônio saiu. O demônio voltou em janeiro de 1907, mas foi expulso mais uma vez para nunca mais voltar.
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.18 17:29 POL4RGTS Ed e Lorraine Warren Annabelle (Annabelle, 2014)

Em 1970 Donna e Angie dividiam um apartamento e em seu aniversário, Angie ganhou de sua mãe uma boneca que logo começou a aparecer em posições diferentes e até mesmo em outros cômodos da casa. De inicio elas não ligaram muito, no entanto o que deixou as garotas assustadas foi quando começaram a aparecer pergaminhos com mensagens de ajuda escritas a lápis, mesmo elas não tendo pergaminhos em casa
Após um dia de trabalho Donna chegou em casa e achou a boneca com as mãos ensanguentadas. Ela chamou uma médium que lhe disse que a boneca tinha dentro de si o espirito de uma menina de 7 anos que outrora tinha vivido na casa chamada Annabelle Higgins e que também tinha sido morta na propriedade. A boneca deixou claro que amava as duas moradoras e tinha o desejo de ficar com elas. Com pena da menina Donna resolveu realizar seu desejo e deixa-la com elas.
Porém em pouco tempo coisas piores começaram a acontecer Lou, um amigo das duas, foi sufocado enquanto estava dormindo no apartamento. No dia seguinte, ele e Angie ouviram barulhos no quarto de Donna. Lou foi ver o que era e encontrou Annabelle jogada no chão. Ele sentiu uma presença o observando e alguns segundos depois sentiu uma forte dor no peito, quando olhou para baixou viu que sua camisa estava machada de sangue. Abriu a camisa e encontrou sete cortes no peito.
Donna procurou um padre para dar um fim a tudo aquilo. Em alguns dias os Warren ficaram sabendo do caso e após demonstrar interesse foram investiga-lo. Começaram então a realizar sessões onde descobriram que a boneca não estava possuída pelo espirito de uma doce menina, mas sim manipulada por uma entidade demoníaca, que tinha como objetivo final possuir o corpo de uma das moradoras.
Iniciaram então a limpeza do apartamento com um exorcismo que durou por volta de sete dias. Após isso a boneca foi levada pelo casal para sua casa onde existe um museu ocultista até hoje.
CONTINUA...
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.18 17:28 POL4RGTS Ed e Lorraine Warren The Conjuring 2 (Invocação do Mal 2, 2016)

No ano de 1977, a família Harper, que era composta por Peggy, uma mulher divorciada de 40 anos e seus quatro filhos (duas meninas e dois meninos), vivia normalmente em Enfield na Inglaterra, mas a partir do mês de agosto coisas estranhas começaram a acontecer na casa.
Certa noite Peggy foi acordada pelas crianças que estavam com medo de uma cadeira que ao que diziam estava se mexendo sozinha, achando que isso era fruto da imaginação deles ela ficou no quarto por um tempo, porém em alguns minutos uma cômoda se mexeu por volta de dois palmos de distancia, mesmo não tendo ninguém por perto. Ela pegou as crianças e sairam desesperados de casa buscando ajuda com os vizinhos. Eles revistaram a casa e o jardim em busca de algum possível invasor que estivesse causando os ruídos que Peggy lhes relatou e de algum forma tivesse mexido nos moveis, mas não encontram ninguém. Em vez disso, todos escutaram pancadas que ocorreram em curtos intervalos vindos de dentro da casa. Acharam melhor então chamar a polícia que que após ir no local registrou a ocorrência dizendo que a cadeira se mexia de forma inexplicável e que também era possível ouvir ruídos por toda a casa.
Em poucos dias as coias pioraram e em alguns cômodos objetos voavam, pegavam fogo, se ouviam mais barulhos e gemidos misteriosos, vindos de lugares onde não havia ninguém. Um dia Janet, sua filha de 12 anos, começou a entrar em transe frequentemente, falar com uma voz grossa e distorcida e subitamente levitou pela casa.
Quando a imprensa descobriu o caso, o Daily Mirror enviou o repórter Graham Morris para o local para testemunhar os acontecimento. E ele fez uma das fotos mais famosas: a levitação de Janet. Graham estava no quarto das meninas junto a mãe das mesmas quando Janet foi atirada de sua cama pela “entidade”. Nesse momento ele fez a imagem e foi essa imagem e seus relatos que convenceram a Sociedade de Pesquisas Psíquicas a enviar Maurice Grosse para investigar o caso. Ed e Lorraine foram por conta própria para a propriedade e ficaram lá apenas por um dia, no qual conseguiram informações suficientes para dizerem que o caso era real.
A visita de um padre 1978 a casa acalmou as coisas, embora as ocorrências não tenham terminado completamente. Peggy continuou morando na casa até a sua morte e disse que ainda ouvia barulhos na casa de vez em quando. Seu filho Billy, que viveu com sua mãe até seu falecimento, sempre sentia como se estivesse sendo vigiado.
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.18 17:23 POL4RGTS Creepypasta

A semana começou com a chocante notícia de que duas meninas de 12 anos teriam tentado assassinar uma terceira, nos EUA. O crime, que já surpreende pela idade das envolvidas, ganhou ainda mais destaque na mídia pela motivação: a dupla de garotas tentou matar a colega como forma de demonstrar devoção ao Slender Man, criatura lendária representada pela figura de um homem alto, magro, sem rosto e de braços longos.
submitted by POL4RGTS to historias_de_terroor [link] [comments]


2020.10.18 17:19 Emotional-Cap5287 eu e minha família saímos do armário kk

OBS: esse relato parece fake kkkkkkkk, depois que eu escrevi e foi lê, para vê se tinha algum errado( e tem, vários erros de gramática kkk, mais não estou afim de fazer uma correção gramatical agora), nem eu, que passei por tudo isso, não estou acreditando nessa história kkk, mds, isso parece impossível.
galera, estou aqui para contar um história de uns 4 anos atrás, e essa história foi uns dos melhores momentos da minha vida e da vida da minha família.
vamos começar do início, a 4 anos atrás eu e minha família( a minha família é composta por mim, minha mulher, meu filho e duas meninas) éramos todos cristões, ressaltando que eu era um dos pastores da igreja( e nossa igreja era bem grande, vocês já vai saber pq eu estou dizendo isso) tínhamos todo domingo culto( como toda igreja) e foi em um domingo quase na hora de irmos para o culto, que meu filho decidiu contar que era gay( meu amigos, o menino estava totalmente branco e quase chorando kkkkkk), eu aceitei Normalmente( eu já desconfiava, não verdade a família toda já desconfiava), inclusive nesse mesmo domingo ninguém foi mais para igreja, ficamos em casa e passamos horas conversando sobre esse assunto, meu filho me contou tudo o q estava sentido, e mdssssss, eu nunca imaginei que ele se torturada tanto por qual da sexualidade dele, mais no final tudo se resolve, e também devo dizer que ele hoje está muito feliz, ele arranjou um namorado( que eu não gostei muito no começo, o cara parecia muito mal encarado kkk, mais hoje somos amigos) é ele ia se casar nesse ano, mais o diabo desse pandemia não deixou isso acontecer.
depois de um ano que isso aconteceu, a minha esposa deixou de ser cristão e virou umbandista, na verdade, ela já vinha de uma família umbandistas, mais se converteu ao cristianismo, ainda hoje acho que ela se viu na obrigação de virar cristão para ficar comigo( em outro post eu explico melhor isso), eu aceitei de boas também isso kkk.
agora vou falar de mim, um ex pastor, em 2015, completava 10 anos sendo pastor, mais no final desse mesmo ano, eu já não estava acreditando muito na bíblia, e depois que minha esposa voltou para a umbanda em 2017 ( como já expliquei, ela era umbandista depois virou cristão e depois voltou para a umbanda) eu não acreditava mais na bíblia, isso contei para todo mundo da minha família que eu ia deixar de ser pastor pq eu não acreditava mais naquilo que eh estava pregando, minha família deve uma reação bem positiva, eles disseram que eu devia seguir o caminho que eu achar correto, e assim aconteceu, hoje me considero um ateu, com muito conhecimento bíblico kkk.
E as minhas filhas, uma agora é bi e ateia( orgulho seguiu os passos do papai kkk) e a outra continuou sendo cristão e está estudando para ser pastora, de vez em quando ela me perguntar algum da bíblia( uma explicação) afinal passei anos sendo pastor e posso dizer que tenho bastante conhecimento na mitologia cristão.
sei que meu relato, está faltando muitas informações, que tiver curiosidade em alguma parte e quiser mais detalhes, e só perguntar.
é não tenho que dizer, mais .... eu e minha família agora somos os demônios na boca do povo da igraja que a gente frequentava kkk, até a minha filha mais nova( a minha futura pastora) saiu dessa igreja, pq estava todo mundo falando mal da gente, dessa igreja, agora apenas um pastor fala com a gente, esse pastor é muito amigo nosso, eu conheço ele deste o ensino médio.
OBS: eu esteou escrevendo essa história aqui, pq uma amiga me falo sobre o reddit e esse canal( não sei como se chama as páginas aqui no reddit), então decide falar para vocês sobre a minha vida.
ressaltando, agora todos nós estamos muitos felizes, depois que nos seguimos nossos corações( coisa clichê k) ficamos muito próximos.
submitted by Emotional-Cap5287 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 06:59 fodaabigos Estou me sentindo mais feio, nojento e triste que o normal

Escrever tudo isso já me fez sentir melhor e mais aliviado, nem leia tudo que provavelmente não valerá seu tempo.
Eu já faço terapia há quase dois anos e estou tomando anti depressivo vai fazer um ano agora.
Dentre alguns problemas que trabalho na minha terapia, existe a dívida dos meus pais (recentemente o banco aceitou um acordo e finalmente quitamos em torno de 1.5 dessa dívida, mas as coisas ainda estão bem complicadas financeiramente e ainda falta mais uns 300k eu imagino.). Isso gera uma cobrança bem grande comigo mesmo pois já tenho 23 anos e nunca trabalhei, estou no meu terceiro curso e finalmente sei o que quero fazer e venho aproveitando a quarentena pra estudar.
Essas são coisas que hoje eu já lido bem melhor, já que grande parte da dívida foi quitada e finalmente possuo um norte para minha vida profissional. Mesmo assim é complicado, vejo minha mãe trabalhando muito pra lidar com a dívida que foi iniciada pelo meu pai, que nem mora mais conosco. Me sinto bem mal em ver ela trabalhando tanto, não só em seu emprego, mas fazendo as tarefas de casa. E isso é um problema pois ela não confia direito em mim e meus irmãos para ajuda-la nessas coisas, nós lavamos louça, limpamos nossos quartos, mas não é o suficiente e não temos muito mais como ajuda-la (vivemos numa casa grande).
Me sinto bem idiota em me preocupar tanto com minha aparência, principalmente pensando na vida dura que minha mãe tem levado e como minha vida foi de longe super priveligiada pensando na realidade brasileira.
Mesmo assim, tem dias que tudo que eu consigo pensar é em como eu odeio minha aparência, e isso suga completamente minha energia no dia, não consigo fazer absolutamente nada produtivo, a não ser me olhar no espelho, tirar selfies com a esperança que meu rosto magicamente seja igual ao do brad pitt e ficar com nojo. Eu já fiz cirurgia no meu nariz, mas ele continua enorme. Fiz cirurgia nas minhas pálpebras, pois uma era mais fechada que a outra, mas mesmo assim meus olhos ainda são desproporcionais, um olho começa antes que o outro. Como já fui bem gordinho quando mais novo, tenho sobra de pele no rosto, coisa que me deixa muito chateado pois só com mais cirurgia eu poderia arrumar isso. Eu tinha lipomastia (basicamente ginecomastia, mas não cheguei a desenvolver um caroço por completo, apenas muito estoque de gordura) que eu cheguei a operar, mas mesmo assim ainda não é perfeito, meio que voltou um pouco.
Tirar fotos para mim é algo bizarro. Selfie com a camera frontal do celular me deixa extremamente mais horroroso do que sou. Tem fotos que saio super bem e sinceramente eu não sei se sou, numa escala de 1 a 10, um 2 ou um 6/7. Em 2018 eu fiquei com uma menina MUITO bonita, bem fora da minha liga, fomos ficando e ficando. Ela se apegou demais muito rápido e lembro que me sentia sufocado, além de sentir que ela não era tão dentro da minha realidade - não tinhamos muito em comum em gostos e etc - e acabei resolvendo terminar as coisas.
Já tive meninas dando em cima de mim, meninas que não eram feias, o que me leva a pensar que talvez não seja tão feio e que muito provavelmente eu tenha sintomas de dismorfia corporal, cujo tenho discutido com minha psicóloga e psiquiatra recentemente.
Por algum motivo eu estou fascinado numa mina que vi no face/insta e fico me sentindo bem chateado por ela ser alguém nivel 8 ou 9 (eu estou falando dessa maneira pra facilitar a compreensão, mas n julgo as pessoas dessa maneira) e eu estar tão longe da liga dela. Tem umas duas semanas que simplesmente não paro de criar cenários entre nós nos conhecendo e namorando. Sei lá me sinto ainda mais patético por isso.
Acho que o negócio é que eu realmente gostaria de ser bonito, ter a facilidade que alguns dos meus amigos tem pra conhecer meninas, ter meninas bonitas dando em cima de mim e poder me expor e me expressar mais livremente. Evito rir porque meu sorriso é feio e odeio me ver falando em vídeo porque minha boca se mexe de uma maneira muito estranha.
submitted by fodaabigos to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 05:48 martien20 Não entendo a lógica das pessoas sobre relacionamentos

Um dia conversando com minha prima, falei sobre uma menina que eu tava afim. Eu sempre digo: "Quero fazer amizade com ela, e caso algum relacionamento surja, vai ser muito bom" e ela me veio com a famosa frase: "Você não pode querer ser amigo dela".
O pior, não foi só ela quem me falou essa frase. Muito amigos me falaram exatamente isso.
O que uma pessoa que fala algo assim pensa? Como que eu pretendo me relacionar com alguém (sendo sério ou não) sem amizade alguma. Como vou querer ser feliz com alguém, se eu não vou poder zoar e brincar com a pessoa no início de um relacionamento? Como vou saber quem a pessoa realmente é sem ter o mínimo de amizade?
Que porra de lógica é essa??
Parece que tudo é baseado só em pegar alguém, e se você gostou de pegar certo alguém e você quer pegar mais vezes, você tem que ser completamente anti-natural e mostrar quem você é DURANTE um relacionamento. Como que isso poderia dar certo??
Eu não quero ter que fingir ser quem não sou pra alguém que eu tenho interesse. Eu quero saber se eu conseguiria ser amigo daquela pessoa antes de qualquer coisa, porque jamais um relacionamento daria certo se eu fosse todo pimposo 100% em busca de pegar a pessoa, fingindo ser uma pessoa completamente vazia de personalidade.
Quero um relacionamento de verdade e sinto falta do sentimento de estar apaixonado por alguém de verdade.
submitted by martien20 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 05:00 PetterGold776 3 Anos vivendo com um amigo tóxico

Eu sou um cara bem novo, que nunca teve muitas amizades e passou por tudo isso despercebido, Eu fiquei por 3 anos sendo amigo de uma pessoa tóxica.
Gostaria de informar aqui depois de escrever tudo, que o texto é extremamente longo e algumas partes podem ser demoradas e chatas, não te culpo caso queira pular para o TL;DR do final aonde é uma versão mais resumida.
Eu gosto de ser elogiado e quero que outras pessoas sintam o mesmo, portanto eu elogio um amigo meu quando ele faz algo que ele considere importante e gosto de sentir que ele está feliz por causa do meu elogio, só que por 3 anos eu conversava e me importava com esse tal amigo (vamo chamar ele de V) que nunca se importou de verdade comigo ou coisa do tipo, eu só servia para fazer ele rir e um saco de pancadas emocional, não importava o que, se eu perdia em algo ele praticamente ria de mim, se eu vencia em algo eu nunca ganhava o mínimo de reconhecimento, e se eu era melhor que ele ficava irritado e me chingava, e se eu o elogiava ele só ficava se exibindo mais e mais como uma forma de ganhar atenção, ele praticamente me fazia me sentir errado em tudo.
Por que eu não larguei ele ou eu percebi que ele era um escroto comigo? Porque eu não sabia de mais ninguém que eu conseguisse fazer rir tão facilmente, eu por ser uma pessoa que basicamente se importava mais com a felicidade momentânea dos outros mais do que a minha própria felicidade, e por não saber o que era uma amizade normal ou o que era uma amizade tóxica eu achava que eu tava vivendo no paraíso. Eu sempre via outras pessoas como youtubers com amizades perfeitas, mas na minha cabeça eu não dava muita bola e pensava que eles também sofriam da mesma coisa, eu ignorava quando esse pensamento via a tona.
Por 3 anos, praticamente todo o dia era o mesmo, era tentar fazer ele rir e no final do dia sair estressado por causa de briga, coisa que ele conseguia ignorar em 4 segundos, por que esse era o objetivo dele, era me fazer ficar estressado! Eu por me preucupar demais com a felicidade dos outros, acabava que eu fico extremamente ansioso e estressado quando eu ferro com alguma coisa ou faço com que alguém fique irritado. Eu cheguei a ter que falar comigo mesmo por uns 3 ou 5 mêses durante uma depressão, porque eu era a única pessoa que eu conseguia falar sem me estressar e rir sem peso na consiência. Essa depressão ocorreu por causa que eu ferrei com a oportunidade de sair com uma menina que eu gostava, que também gostava de mim, e não somente ela saiu com um cara umas 3 ou 4 semanas depois, como eu não podia contar pra esse meu amigo por que ele iria rir da minha cara, e depois de 1 ou 2 anos, quando eu finalmente contei sobre essa história pra ele adivinha o que aconteceu? Pois é.
Uma das piores coisas é que eu tinha um outro amigo (chamar ele de C) que também era envolvido com esse V, e que eu infelizmente descontava uma parte do estresse nele, já que não tinha outra válvula de escape pra mim. Eu óbviamente não estava certo e é uma coisa que vai me marcar (não no bom sentido) por um bom tempo, mais pra frente eu me toquei do que eu fazia depois de zoar e muito com a cara dele, chegava ao ponto em que eu não conseguia ter uma hora de paz só de lembrar do que eu tinha feito. Hoje em dia eu faço de tudo pra tentar me desculpar de alguma forma, mesmo ele falando que não se importa.
Um rápido resumão aqui por que já ta ficando muito longo, ele me apresentou um outro cara (vamos chamar de G, relaxa eu ainda vou usar esses nomes) que realmente me tratava como um ser humano e não como um senhor de engenho pra um de seus escravos. E que pra mim foi algo muito diferente, como assim alguém que tem conversa com outra pessoa e ouve ela, sem o puro objetivo de ignorar o que ela tem pra falar só pra reduzir ela e esperar um elogio??
Logo toda aquela gritaria e pressão foi demais e eu resolvi parar de jogar com eles, pois eu me sentia entediado de tudo, não somente por que jogavamos o mesmo jogo todo o dia, mas porque do que adianta fazer algo sendo que eu sempre vou ser um lixo?
Tudo isso foi exclarecido quando a gente jogava um RPG, uma exessão que eu fazia entre os jogos que nós jogavamos, pois ainda não tinha toda a graça removida 100% por causa do V. Esse RPG tinha mais outras duas pessoas que eu não conhecia muito bem, e uma delas falou brevemente sobre um RPG que o Cellbit tava fazendo. Eu na época sem mais nada pra fazer resolvi ver, e comecei a me questionar mais e mais sobre "...eu realmente tenho um amigo, ou uma pessoa que me quer morto?", eu entendi finalmente, que todas aquelas pessoas a minha volta, por mais chato que eu seja, gostavam dos meus elogios, e me elogiavam quando elas podiam, TODAS menos o V, esse ai aqueria era que eu fracassasse mais e mais só pra rir de mim.
Mesmo que ninguèm ali se importava ou me conhecia muito bem, eu sentia querido de alguma forma e quis mudar pra melhor, to tentando ao máximo fazer cada um deles uma pessoa especial e estou tentando agradecer o máximo que eu consigo.
No dia do meu aniversário, eu quis aproveitar e jogar com o G e somente o G. Um tempão depois do jogo, tipo 1 ou 2 horas, o V começou a me chingar só que dessa vez ELE era o estressado, perguntei pro G o que ouve e por que do V estar me chingando tão frenéticamente do nada, e G me explicou que era por que eu tinha jogado sozinho com G, e dai quando o G estava falando sobre isso para o V, o V questionou sobre o por que G ou eu não convidar ele e a resposta do G foi "hora, porque você é chato.", e SOMENTE ESTAS PALAVRAS foram o suficente para o V ficar de birra e tentar me confrontar. Ele falava algo como "O PoRqUE VocÊ nÃo me ConVIDa ParA aLgO Que vOCê SaBE que eu GoStO?!", eu usei o argumento de "então porque vocês não me convidam e falam em call por privado?", e ele me respondeu com um "PorQUe VoCÊ é ChaTO !".
Por mais que eu achasse errado, eu me sentia feliz por finalmente conseguir pelo menos fazer ele sentir uma pequena doze de todo o estresse que ele tacou na minhas costas por 3 anos sem erguer um dedo sequer na direção dele, mesmo eu sabendo que estava correto não quis continuar, por que era capaz de ele espalhar coisa destorcida para as outras pessoas que REALMENTE importam, então eu só falei um "desculpa", pra ele pelo menos achar que eu me sinto errado.
Eu não sei se G estava falando a verdade ou só foi uma resposta pro V calar a boca, mas se ele também acha o V chato, pode ser um passo e tanto. Eu não quero colocar niguém como o C ou as outras pessoas do nosso antigo RPG no meio dessa minha treta toda, e acabo tendo medo de estragar minhas amizades com eles por ser muito chato e não jogar praticamente nada, ou por eu dar ficar de saco cheio do V e por eles serem amigos do V por mais tempo, achar por estinto que ele é o coitadinho, pelo o que eu vi, até agora eu sou o único saco de pancada emocional dele, mas se esse cara tentar mecher com o C ou com o G eu vou defender eles com unhas e dentes, por que é o mínimo que eu posso fazer.
Eu acho que gosto de uma menina que o V, la no passado disse que eu me daria muito bem, nós nos conhecemos brevemente pelo RPG e nós nos conversamos as vezes nas raras ligações que eu faço no grupo até hoje. Tenho medo de estragar com uma futura amizade já que somos somente conhecidos ou até mesmo do karma, mesmo já tendo passado por algo mil vezes pior do que seria a resposta do mesmo.

TL;DR: Vivi com um amigo tóxico do meu lado por 3 anos que me tratava como um saco de pancadas emocional, e depois de tanto tempo eu finalmente percebo no que ele me tornou e o modo que ele me tratava, e estou tentando consertar todas as besteiras que eu fiz enquanto estou caminhando num campo minado, aonde posso perder todas as futuras amizades em potencial que tenho se fizer qualquer besteira relacionada a elas, e aonde eu não posso esperar por muito tempo pois posso perder contato.
submitted by PetterGold776 to desabafos [link] [comments]


2020.10.17 06:47 _luksx Cirismo não é de esquerda, mude minha opinião

Titulo. Eleiçoes tao chegando, muita gente aqui vai ter o primeiro voto, muita gente ta votando um tempo, num sub de esquerda acho justo levantar essa polemica.
Respeito a tradição do PDT, mas o Ciro Gomes e as ideias deles não são de esquerda. Num país com indigenas, quilombolas, favelas, 300 anos de escravidão, 50% (no minimo) de populaçao negra, prostituição infantil (de meninos e meninas) e violencia domestica, as recentes reformas trabalhista e previdenciaria, esse "nacional desenvolvimentismo" como esquerda nao pode colar. Principalmente pq pra ele essas pautas sao "identitarias" ou "nao condizem com a realidade do povo brasileiro".
Ele, num pais honesto que esta disposto a combater os problemas do povo, no maximo seria um Centro, mas aqui nosso centro é Rodrigo Maia.
É isso. Mude minha opinião.
Edit: Obrigado todo mundo que participou, valeu as ideias trocadas, espero que rolem mais debates aqui pra gente construir uma pluralidade no pensamento, acredito que esse é um dos melhores espaços pra se debater ideias de esquerda e progressistas do Brasil no Reddit. Não quis condenar nenhuma posição aqui e mantenho: num pais sério que quisesse combater seus problemas, Nacional-desenvolvimentismo seria no maximo centro, mas onde a IURD tem a presidencia da República, quem tem senso é chamado de comunista. Valeu.
submitted by _luksx to BrasildoB [link] [comments]


Como Beijar uma Menina - YouTube Lute como uma menina! - YouTube COMO SER UMA MENINA TUMBLR  Make + poses + roupas! - YouTube Luísa Sonza - Boa Menina - YouTube VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ... COMO CONQUISTAR UMA MENINA?! - YouTube Como Conquistar uma Menina na Escola - YouTube Lute como uma menina! - YouTube COMO CONQUISTAR UMA MENINA NO WhatsApp 2017 - YouTube

Como tirar a virgindade de uma mulher em 7 passos infalíveis

  1. Como Beijar uma Menina - YouTube
  2. Lute como uma menina! - YouTube
  3. COMO SER UMA MENINA TUMBLR Make + poses + roupas! - YouTube
  4. Luísa Sonza - Boa Menina - YouTube
  5. VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ...
  6. COMO CONQUISTAR UMA MENINA?! - YouTube
  7. Como Conquistar uma Menina na Escola - YouTube
  8. Lute como uma menina! - YouTube
  9. COMO CONQUISTAR UMA MENINA NO WhatsApp 2017 - YouTube
  10. Como Saber Se Uma Garota Gosta De Você - YouTube

Inscreva-se. ↗ Tá valendo em 2020 😂 Meta de 70 mil Inscritos.. ⏪ Meta de 120 mil Like... deixa seu Like. deixa seu comentário. Errando que-se apren... Meu Treinamento pra você - http://homemderespeito.com Como Beijar uma Menina da Maneira Correta sem Constrangimento, Dicas simples de como beijar bem uma men... Quer mais Dicas Legais? Acesse - http://homemderespeito.com/ Facebook: http://bit.ly/FacebookManualHomem Twitter: http://bit.ly/TwitterManualdoHomem Instagra... Clique aqui e ouça a música: https://umusicbrazil.lnk.to/BoaMeninaYD SIGA LUÍSA SONZA: https://www.facebook.com/LuisaSonza https://twitter.com/luisasonza htt... Baixe Grátis a ONEFOOTBALL para ANDROID e IOS!! Clique no Link: https://tinyurl.com/DanielBaki-04 Canal deles: https://www.youtube.com/channel/UCthHsGZrNOE9T... Inscreva-se em Incrível: https://goo.gl/ZHFt2x ----- Como Saber Se Uma Gar... espero que as dicas adiantem galeraaa!! caso vcs queiram mais vÍdeos assim, deixem aqui nos comentÁrios ok? nÃo esquece de mandar desafios! amo vocÊs!!! ️ __... Este canal é um espaço colaborativo de divulgação da luta secundarista e um espaço de voz para todas as meninas de luta que estão em busca de uma educação pú... Blog: www.molinnablog.com Instagram:jullymolina Snap:jullymolina Twitter:@jullymolinna Facebook.com/jullymolinna Contato:[email protected] Este documentário conta a história das meninas que participaram do movimento secundarista que ocupou escolas e foi as ruas para lutar contra um projeto de re...